quarta-feira, 11 de abril de 2012

O Sócio





John Grisham é um mestre da literatura de entretenimento atual. Seus livros são best sellers imbatíveis e ganham versões imediatas para as telas de cinema, sempre com as maiores estrelas e melhores bilheterias. Grisham firmou-se como o grande autor de "legal thrillers". Ele concentra suas histórias de suspense no mundo jurídico, sempre ambientadas na região sulista dos Estados Unidos.


Apesar de seu trabalho como advogado ter lhe dado base para criar seus livros, o autor diz que o maior prazer que teve foi sair do mundo da advocacia - segundo ele um sonho comum entre profissionais do meio. Em seu oitavo romance, O sócio, Grisham conta justamente a história de um advogado bem-sucedido que resolve deixar tudo para trás, levando consigo apenas US$ 90 milhões da firma em que trabalhava.


O protagonista, Patrick Lanigan, não tem o desejo de justiça nem a vaidade profissional dos outros advogados criados pelo autor. Sem dramas morais ele desvia o dinheiro, simula sua morte, assiste ao próprio enterro e foge para o Brasil, onde conhece a advogada Eva Miranda - sua cúmplice e amante. Lanigan, porém, é encontrado por detetives em Ponta Porã (Mato Grosso do Sul), quase na fronteira com o Paraguai, e submetido a longas sessões de tortura para revelar onde está o dinheiro. Nem sob choque ele confessa, a advogada brasileira se encarrega de movimentar o dinheiro operando transferências internacionais sem deixar rastros.


Enquanto isso, ela aciona o FBI, que se apodera de Lanigan e leva-o de volta para os Estados Unidos. O resultado é uma saraivada de processos contra Lanigan e de Lanigan contra o FBI. O advogado usa todos os artifícios da justiça contra o próprio sistema. "Eu queria mostrar que, com muito dinheiro, você pode realmente manipular o sistema e se livrar de qualquer encrenca", declarou o autor. Todos esses elementos capturam a atenção do leitor, exibindo a sofisticada engrenagem de truques jurídicos do universo dos ladrões de colarinho- branco.


PERFIL
John Grisham nasceu em 8 de fevereiro de 1955, em Jonesboro, estado do Arkansas. Ele se formou em Contabilidade pela Universidade do Mississippi e em Direito pela Ole Mississippi Law School em 1981. Seu sonho de tornar-se um jogador profissio-nal de beisebol foi substituído pelo trabalho como advogado e como político (foi representante democrata na Assembléia Legislativa do Mississippi por sete anos).


Grisham começou a escrever seu primeiro livro, Tempo de matar, em 1984. Ele levou três anos, acordando todos os dias às 5 da manhã, para concluir o trabalho. Depois de várias recusas, o livro foi publicado em 1988. O livro seguinte, A firma, só conseguiu ser negociado quando a Paramount ofereceu US$ 600 mil pelos direitos de filmagem, dando início à carreira de sucesso internacional do autor.


Todos os livros a seguir (O dossiê Pelicano, O cliente, A câmara de gás, O homem que fazia chover e O Júri) foram best-sellers, adaptados para o cinema. Recentemente Grisham escreveu seu primeiro roteiro original, Até que a morte nos separe, em fase de produção, assinada por Robert Altman. O elenco conta com Kenneth Branagh, Daryl Hannah, Robert Downey Jr. e Robert Duvall.


Para escrever O sócio, Grisham usou sua experiência de viagens ao Brasil, acompanhando uma missão assistencial da Igreja Batista. Na composição da personagem Eva Miranda, Grisham contou com a consultoria da advogada carioca Daniela de Avelez Demoro, 27 anos. Daniela trabalha em um tradicional escritório de advocacia do Rio de Janeiro e atua na área de Direito Comercial. "Ele veio com o personagem preparado, mas faltavam dados técnicos sobre o funcionamento da Justiça no Brasil e sobre as regras do mercado financeiro brasileiro para a transferência de valores. Além disso, ele precisava saber sobre a rotina, os horários e a escalada profissional das advogadas brasileiras", comenta Daniela, responsável também pela revisão técnica da edição brasileira.


Grisham vive com sua família no Mississippi, onde leva uma vida pacata - raramente é visto em festividades e não gosta de dar entrevistas. Sua maior diversão é ser técnico de um time local de beisebol.


Fonte: Editoras.com







Nenhum comentário:

Postar um comentário